Texto tatral Festa Junina 2 - CADÊ O NOIVO?



CADÊ O NOIVO?


De Emílio Carlos


NARRADOR – Muito bem minha gente: boa noite! De novo: boa tarde! É boa tarde ou boa noite? Então vamos lá: boa... (a plateia completa) Muito bem! Hoje é dia de festa! Hoje é dia de alegria! Hoje é dia de... casamento na roça!

(Música típica de festa junina. Entram a noiva e os seus pais).

NARRADOR – Essa é a noiva! O nome dela é Josefina. Esse aqui é o pai dela e essa é a mãe dela!

(Os três cumprimentam o público).

NARRADOR – E esses são os convidados do casamento!

(Entram os convidados. Pequena coreografia).

NARRADOR – O padre que vai casar os noivos também já chegou!

(Entra o padre e cumprimenta a todos).

NARRADOR – Tudo é festa, tudo é alegria! Hoje é dia de casamento!

(Música – pequena coreografia).

NARRADOR – E agora crianças e adultos, adultos e crianças: muita atenção! Porque esse é o momento mais emocionante da noite! O momento mais esperado por todos! O momento mais importante do casamento: o casamento!

(Música – todos tomam suas posições).

NARRADOR – Que beleza, hein? Vamos parar a música agora. E que o casamento comece!

(A música para. Todos se entreolham).

NARRADOR – Gente: eu já disse – que o casamento comece!

(A música recomeça).

NARRADOR – Não é a música, rapaz! É o casamento! Que o casamento comece!

(Todos ficam parados olhando para o narrador).

NARRADOR – Mas por que o casamento não começa? Por que?

TODOS – Porque... cadê o noivo?

NARRADOR – Mas só por causa disso? Gente: começa assim mesmo! Daqui a pouco ele chega.

NOIVA – Sem o noivo... (choraminga) não dá pra casar...

NARRADOR – Certo: ela tem razão. Sem noivo não tem casório. Mas isso é fácil de se resolver. Atenção todos: apresentando... o noivo!

(Sonoplastia: rufar de tambores. O noivo não aparece).

NARRADOR – Acho que ele não ouviu... Eu vou tentar de novo. Atenção todos: apresentando... o noivo!

(Sonoplastia. O noivo não entra).

NARRADOR – (sem jeito) É... pois é... Ô noiva: cadê o noivo!

NOIVA – Não sei, ué!

NARRADOR – Ele não disse nada?

NOIVA – Disse que tava com dor de barriga.

NARRADOR – Ah, bom...

NOIVA – Mas isso foi ontem.

NARRADOR – Gente: cadê o noivo? Alguém viu o noivo por aí? E cadê os pais do noivo?

(Entram os pais do noivo)

PAI e MÃE – Nós estamos aqui!

NARRADOR – Aê: vamos aplaudir os pais do noivo!

PAI DA NOIVA – Ei: por que é que nós não ganhamos aplausos?

NARRADOR – Aê: vamos aplaudir os pais da noiva. Muito bem! E agora...

TODOS – Cadê o noivo?

(Atrás do altar o noivo se levanta, sonolento).

NOIVO – Hein? O que foi?

NARRADOR – É o noivo!

TODOS – Viva!

NOIVA – Oh, Filarmino!

NARRADOR – Mas o que você estava fazendo aí, rapaz?

NOIVO – É que... eu cheguei mais cedo... e acabei dormindo.

(O noivo vai para perto da noiva).

NARRADOR – Bom, então vamos começar o casamento!

TODOS – Êêêêêêê!

(Música. O padre faz o casamento. Quadrilha)